WiFi LIVRE SP

Mapa

Confira as localidades do programa WiFi Livre SP na Cidade.



Ativo

Modernização.

Localidade futura

Localidades

Conheça todos os espaços públicos com WiFi Livre SP



*Os 12 Fablabs e 132 Telecentros da cidade serão contemplados com Wi-Fi, porém alguns estão inseridos em equipamentos de outras categorias, como bibliotecas, CEUs, etc.

Perguntas Frequentes


O Programa WiFi Livre SP está presente em 120 localidades, distribuída em todas as subprefeituras do munícipio de São Paulo. Atualmente o programa está em fase de expansão, e até 2020 serão ao todo 621 pontos de WiFi público na cidade.

Clique aqui e confira aonde estão localizadas as localidades atuais e futuras do Programa WiFi Livre SP.
No programa anterior, foram contemplados principalmente praças e parques. Neste programa de expansão, além desses, também serão contemplados equipamentos culturais como bibliotecas, centros culturais e teatros, unidades de CEU, equipamentos de saúde como AMA e UBS, praças de atendimento das subprefeituras, Fab Labs e Telecentros e pontos turísticos da cidade. Confira aqui a lista dos espaços públicos contemplados.
Sim. Basta ter acesso a um número de celular válido e um aparelho com acesso Wi-Fi, como a maior parte dos celulares, tablets e laptops.
O programa estabelece que cada usuário navegue a, no mínimo, 512kbps. Há exigências de estabilidade, qualidade e cobertura do sinal suficientes para acessar redes sociais, assistir a vídeos, fazer videochamadas, realizar cursos online e navegar rapidamente pela internet.
Qualquer usuário com smartphone, tablet ou notebook e que possua um chip de celular ativo.
Após o usuário se autenticar na rede WiFi Livre SP aparecerá um anúncio publicitário. O usuário poderá pular a publicidade após 10 segundos de exibição, após isso, a navegação é iniciada.
Foi um longo caminho para se chegar a esse modelo. Entre julho e agosto de 2017 foi realizado um procedimento preliminar de manifestação de interesse (PPMI). Entre setembro e outubro de 2018, a Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia (SMIT) realizou nova consulta pública e propôs um modelo de credenciamento com localidades obrigatórias e opcionais. As contribuições recebidas foram incorporadas ao edital de credenciamento, lançado em novembro de 2018. A expansão do programa de Wi-Fi público da cidade de São Paulo trará uma economia de 12 milhões de reais por ano para a Prefeitura, custo do contrato anterior. O novo modelo não onera a Prefeitura de São Paulo e tem como contrapartida a exploração da publicidade digital.
Em todo acesso à internet, sobretudo em redes abertas, o usuário deve tomar alguns cuidados básicos. Evite inserir dados pessoais ou sensíveis em páginas inseguras (sem o "cadeado" na barra de endereço). O CERT.br possui uma cartilha de segurança para a internet: https://cartilha.cert.br/
O número de telefone é utilizado para que o usuário seja autenticado na rede WiFi Livre SP.
O contrato com a primeira empresa credenciada para a expansão do programa WiFi Livre SP foi assinado em dezembro de 2018 e prevê, até 2020, 621 localidades com o serviço. É possível sugerir novas localidades pelo portal sp156.prefeitura.sp.gov.br ou pelo telefone 156. A indicação de localidade será avaliada para que, em outra fase da expansão, possa ser eventualmente contemplada.
Não. O programa tem como premissas a neutralidade da rede, a privacidade dos usuários e a liberdade do uso da internet.
Sim. Basta ter acesso a um número de celular válido e um aparelho com acesso Wi-Fi, como a maior parte dos celulares, tablets e laptops.
Não. As regras do programa proíbem a coleta de dados pessoais. Só coletamos dados referentes à qualidade do serviço, como velocidade de conexão, número de usuários simultâneos, consumo total de banda e disponibilidade do serviço nas localidades, por exemplo, que não violam a privacidade dos cidadãos e permitem à Prefeitura monitorar e melhorar a qualidade do serviço oferecido.
O programa Wi-Fi Livre SP não permite veicular conteúdo publicitário durante a navegação nos equipamentos de Educação, como os CEUs, por orientação da referida pasta.
Ao se conectar na rede WiFi Livre SP, será solicitado o número de telefone celular. O código de verificação, que é um código temporário, será enviado ao número de telefone informado quando iniciar sessão. Após o código ser inserido no campo solicitado aparecerá o anúncio publicidade e após isso, a navegação é iniciada.

Siga o nosso tutorial.